suplementos-orquideas

Conheça os melhores suplementos para orquídeas!

A orquídea é um tipo de planta que se tornou muito popular em todas as partes do mundo devido à grande variedade de suas espécies e a facilidade de seu plantio e cultivo. Não exigindo muitos cuidados, muitos produtores e também apreciadores desta arte dedicaram-se a essa prática que já existe há muitos, muitos anos.

Há orquídeas em diversas cores, formatos, essências e tamanhos, sendo os canteiros desta planta muito diversificados e provocantes para o olhar dos admiradores. Por ser uma planta popular e de fácil cultivo, o custo de produção desta é muito baixo, o que acaba garantindo ao consumidor um preço final bastante chamativo.

Seja como um ramo de negócio, ou apenas no cultivo para a decoração ou jardim de sua casa, as orquídeas oferecem, definitivamente, muitos atrativos para todos os interessados por elas!

Diante de todos esses dados sobre a orquídea é claro que você veio até aqui esperando uma resposta sobre os métodos de plantio e como se dar bem nessa aventura, certo? Claro que sim! Disto não temos dúvidas… Sendo assim, hoje separamos para vocês algumas dicas sobre os melhores suplementos para este tipo de planta de modo que tudo ocorra bem na prática! Aproveite!

Fertilizando corretamente a terra

Antes de qualquer coisa é preciso estar ciente de que as orquídeas, assim como as demais plantas de quaisquer gêneros, necessitam de cuidados especiais e, sobretudo, quando este cuidado se refere à terra em que estas irão crescer e viver durante um bom tempo. Pois, bem, sendo assim, é aconselhável que o solo sobre o qual você irá plantar as suas mudas de orquídeas esteja devidamente fertilizado. Como certificar-se disto? É muito simples!

Você deverá agregar à terra todo o tipo de fertilizantes orgânicos possível. Grãos de café é uma pedida neste caso… Sabe aquela borra de café que sobrou na xícara, ou no coador, e não terá mais utilidade? Essa pode ser agora utilizada com essa finalidade! Mas pode usar e abusar de outras misturas também. A fertilização adequada da terra dará mais vida a esta de modo a fazer com que as orquídeas cresçam com muita força e ainda mais bonitas – e perfumadas!

Certificando-se sobre a qualidade dos adubos

Para que a sua orquídea cresça e se desenvolva com a força e beleza prometidas de sua espécie é preciso, sobretudo, atentar-se para a qualidade do adubo que você irá depositar em seus canteiros. Certifique-se de que o adubo que você está colocando possui o selo de órgãos oficias controladores de produtos, a partir destes você poderá ter confiança do produto que está levando para casa, pois este selo garante que quem entende do assunto o produziu.

Uma boa composição em uma mistura de adubo é capaz de fornecer todos os ingredientes necessários para que as plantas – e também as suas orquídeas – possam se desenvolver com muita facilidade. Para se ter uma ideia mais exata sobre isso, saiba que os componentes presentes nos adubos encontram-se divididos em três categorias distintas entre si, a saber: macro nutrientes, nutrientes secundários, micro nutrientes e reguladores de crescimento.

Macro nutrientes:

possuem o macro como prefiro, pois são destes que as orquídeas irão necessitar em maio quantidade, exemplos de macro nutrientes são o nitrogênio, o fósforo e o potássio.

Nutrientes secundários:

como o próprio nome sugere não são tão essenciais como o anterior, mas nem por isso devem ser colocados em menor quantidade. Exemplos destes componentes são, por exemplo, o cálcio, o magnésio, o enxofre e o ferro.

Micro nutrientes:

devem ser colocados em menor quantidade, pois a necessidade deste por parte das plantas – e, portanto, das orquídeas – é menor. Exemplos: boro, coro, cobre, zinco, manganês, cobalto e silício.

Reguladores de crescimento:

responsáveis pelo controle do desenvolvimento das plantas, fazem parte deste grupo: as citoninas, as alcinas e as girberelinas.

Pois, bem, se você não faltou nas aulas de química do colégio, deve estar começando a passar por sua mente algumas relações com todos estes nomes, certo? E se você, realmente, não faltou nestas aulas, deve estar se recordando da importância destes elementos para o cultivo das plantas, não é mesmo? Sendo assim, prepare uma adubação correta a partir de tudo o que a sua orquídea precisa em sua fase de desenvolvimento.

E embora as orquídeas sejam plantas de fácil plantio, elas crescem um pouco mais lentamente que outros tipos de plantas. Evite, por este motivo, acelerar o crescimento das mesmas com excesso de produtos fertilizantes! Aposte no crescimento a partir do processo da adubação orgânica, não tenha pressa. Por fim, atente-se para cultivar suas orquídeas em um ambiente bastante iluminado, pois estar necessitam de bastante luz, no entanto, evite horários de picos excessivos de sol (uma hora depois das 12h – 13).

como-plantar-orquideas

Últimos detalhes para as suas orquídeas cresceram ainda mais bonitas

Na hora de regar as suas orquídeas, atente-se para o fato de que o solo desta esteja quase, ou por completo, seco. As orquídeas não podem ficar muito encharcadas, pois isso irá prejudicar o desenvolvimento das mesmas. Evite, portanto, regar em excesso.

Por fim, caso seja necessária a realocação da planta para um outro vaso, tome bastante cuidado. Tente tirar a sua orquídea do vaso original com muito cuidado, em seguida limpe a sua raiz com um pouco de água para tirar o excesso de terra que pode ficar encrustada nessa região. Feito isso, prepare o vaso com pedras, ou argila, ao fundo e deposite neste recipiente os adubos e fertilizantes orgânicos aqui recomendados. Lembrando para não pecar em excesso! Elas demoram para crescer, mas tudo tem seu tempo.

E não se esqueça de utilizar-se da borra do café – e de outros misturas de sua preferência –  como fertilizante orgânico natural para as suas orquídeas, mas cuidado com a dose!

Gostou das dicas? Espero que sim! Tomando as devidas precauções com a suplementação de suas orquídeas, tudo sairá como o esperado e em breve o seu orquidário estará repleto de flores e perfumando todo o ambiente de seu trabalho, casa ou lazer.

Boa sorte no cultivo!

Read More

orquideas

Como cuidar das orquídeas?

Seja como uso ornamental, ou com interesse voltado para o ramo de negócios de flores, as orquídeas estão em alta. Isso porque as mesmas são campeãs quando o assunto é diversidade! Existindo em diversos formatos, texturas, cores e essências, as orquídeas conquistaram um público grande, afinal tem orquídea para todos os gostos.

E o melhor de tudo é que, para além dos olhares, as orquídeas podem agradar o bolso de seus apreciadores também! Há muitas orquídeas de fácil cultivo e que, portanto, acabam sendo criadas a preços baixos por seus produtores, barateando, assim, o preço final para o cliente também.

Para além disso, a ‘orquídeoterapia’ pode ser uma boa opção para quem deseja investir em momentos terapêuticos com o plantio da planta. Já escutou este termo? Ele é apenas uma brincadeira para indicar o quão benéfico pode ser este trabalho com as orquídeas…. plantar e meditar, uma combinação e tanto!!!

Se você se interessou por esta planta que, além de econômica, é muito bonita, e por isso mesmo deseja a partir de agora começar a plantá-las; siga as dicas abaixo e saiba o que é preciso para dar inicio ao seu projeto.

Plantando orquídeas

Há orquídeas de muitos tipos, como já fora dito ali em cima, e, portanto, ficará a seu gosto o porte da mesma, a cor e a textura que desejará cultivar. Há orquideas para todos os climas também, de modo que os cuidados são muito específicos para cada uma, variando de acordo com cada espécie.

De modo geral, o que você precisará para começar será de pequenas mudas da mesma, que poderá ser adquirida em floriculturas, em lojas de artigos especializados, ou com algum parente/amigo que já tenha iniciado o cultivo das mesmas.

Tendo em mãos a mudda, você deverá plantá-las em um pequeno vaso até que esta possa ficar forte o suficiente para ser replantada. O ideal é sempre optar por vasos de barro com pequenos furos em suas laterais, ou então vasos de plástico que, embora menos resistentes, são mais fácil de serem transportadores de um lugar ao outro, evitando assim acidentes.

O mais importante no plantio das orquídeas

Após ter escolhido o vaso ideal para a sua orquídea, é recomendável que seja colocado ao fundo deste um pouco de argila, ou brita, as quais você encontrará certamente em casas de produtos especializados. Feito isso, basta preenche o restante do volume com substrato, deixando a planta na superfície. Certifique-se de que ela tem espaço suficiente para crescer sem sofrer muita pressão com a quantidade de terra colocada.

Para além disso, e, por fim, certifique-se de que a planta encontra-se firme no vaso, não estando muito solta, pois de tal forma poderá ter o crescimento prejudicado. Não deixe de aguar a planta regularmente também, de acordo com o tipo específico desta – o qual lhe indicará a quantidade de água necessária no decorrer dos dias.

Tendo seguido estes passos, comece o cultivo de suas orquídeas sem dificuldades. Boa sorte no plantio destas lindas plantas!

Read More

shutterstock_256605073

Ganhe dinheiro com suas orquídeas!

Se você está pensando em investir em orquídeas, saiba que este negócio pode ser bastante lucrativo! As orquídeas são muito atrativas pelas suas cores e formatos diversos, existindo nos quatros cantos do mundo, se popularizam e se tornaram um grande atrativo de colecionadores e admiradores dispostos a pagar por elas. Para além disso, o fato de possuírem um cultivo simples e rústico, garante bastante economia na prática de cultivar este tipo de planta. Por ser bastante popular, também acaba sendo um comércio bastante atrativo, de baixo custo e muito rentável.

Há orquídeas de diversos valores, de modo que em seu negócio você poderá agradar a todos os bolsos, o que é uma vantagem, pois trabalhar com um público distinto garante uma maior rentabilidade e lucro no final do processo. Outro grande cliente para o seu negócio serão as floricultores, que em muitos estão interessantes no comércio deste tipo de planta que, para além de perfumadas, são muitos vistosas aos olhares. Invista, portanto, em diferentes tipos e principalmente cores: orquídeas pequenas e grande em tons brancos, azuis, amarelos, lilás, rosas e por aí vai.

Vendendo orquídeas na prática

A venda de suas orquídeas poderá se dar tendo em vista duas finalidades: a ornamental ou em relação à extração de sua essência. A primeira é objeto de interesse, sobretudo, de floricultoras e outras empresas interessadas em decoração, assim como paisagistas e arquitetos também; com relação à extração da essência, esta tem seu auge, sobretudo, na indústria que utiliza-se desta extração na confecção de essências mais diversas, seja em sabonetes, perfumes, papel higiênico ou outros produtos.

Tendo um número diversificado de tipos, o ideal é investir na maior quantidade de orquídeas distintas, pois assim a probabilidade de encantar diferentes clientes será ainda maior e, consequentemente, o seu lucro também será mais alto. Outro fator importante a ser notado é que as orquídeas se desenvolvem em todas as regiões do Brasil, de modo que você não precisará se preocupa com relação ao clima. Seguindo os devidos cuidados com o tipo de orquídea escolhida, o sucesso será garantido!

Algumas dicas para seguir na prática

Agora, em meio a todo esse processo de produção, o ideal é prestar atenção em alguns detalhes importantes e práticos também, como, por exemplo, a questão do replantio. Você está ciente de que a cada floração as plantas costumam perder a sua força inicial, certo? Assim como também a sua beleza e charme, não é mesmo? O ideal, para o sucesso de seu negócio, é que você se mantenha atento ao replantio de suas orquídeas no tempo correto de tal forma que isto não prejudique o seu trabalho.

Outra dica importante se dá com relação ao transporte das mesmas! Evite o uso de vasos de barro que possam ser, facilmente, quebrados em processo de mudança de um lugar para o outro. O plástico é tipo de produto principal para trabalhar nesta ramo!

Pois, bem, seguindo estes passos ficou até fácil começar a vender suas orquídeas, não é verdade? Boa sorte na empreitada!

Read More

como-plantar-orquideas (2)

Com qual tipo de orquídea devo começar?

As orquídeas estão presentes em praticamente todos os continentes do mundo, distribuídas em diversas formas, texturas e cores diferentes. É possível encontrar orquídeas de tamanhos e fragrâncias distintas facilmente, sendo uma planta muito pesquisada e procurada por admiradores de diversas partes do país. De aspecto delicado, a orquídea surpreende aquele que pensa que essa exigirá muitos cuidados em seu cultivo; na realidade as orquídeas são plantas que se adaptam sem dificuldades, sendo consideradas pelos seus produtores como ‘plantas rústicas’ ou, melhor dizendo, plantas de fácil cultivo.

Se você é um admirador nato das orquídeas e deseja começar a plantá-las, leia o artigo até o final e descubra como por o seu objetivo em prática; sempre aliando, claro, consciência ecológica ao desejo de plantá-las. Plantas especiais que são as orquídeas, merecem todos os cuidados possíveis! Não é verdade? E então, preparado? Lápis e papel em mãos.

Plantando orquídeas

Se você já tem um vaso em casa, perfeito! Agora, se ainda necessita comprá-lo, dê preferência aos vasos de barro  e que possuem furos em suas laterais. Outra opção também são os vasos de plástico, mais leves e de fácil locomoção dentro de casa.

Se preferir, confeccione você mesmo um vaso reciclável, que tal? Garrafas de plástico reutilizáveis são uma ótima ideia! Você pode reservar aquela garrafa de leite que está paradinha no quintal, limpá-la devidamente e realizar um corte retangular sobre a sua superfície, de modo que a mesma fique posicionada horizontalmente no suporte ou recipiente em que será colocada! Não esquecendo, claro, de fazer os pequeninhos furinhos embaixo da mesma para a planta respirar. Além de econômica, a ideia dá uma pitada de criatividade para a sua casa e jardim, e desta forma você ainda estará cuidando do meio ambiente: perfeito, não?

 

As orquídeas do gênero Cattleya

As orquídeas deste gênero são as mais populares do mundo todo, sendo o número de híbridos desta espécie também ímpar entre os tipos desta planta. Uma identificação de todas as variações existentes seria impossível, para se ter uma ideia! Existindo em diversas cores e formatos, esta orquídea é muito interessante para quem está começando, pois dá a possibilidade de criação de uma canteiro bastante bonito e diversificado.

Outro fator determinante para a escolha deste gênero para dar inicio ao cultivo, é o preço desta orquídea. Sendo popular, acabou se tornando uma planta de fácil aquisição. É possível encontrar sem dificuldades Cattleya por aí no mercado de flores, e, para além disso, vale dizer que o seu cultivo também é dos mais fáceis.

Necessitando de ambientes de alta luminosidade, orquídeas deste gêneros podem – e devem – ser expostas ao sol direto em algumas horas do dia. Claro que você deverá tomar cuidado com o excesso do sol, principalmente nos período onde os raios solares estão ainda mais violentos (entre 12h  – 15h).

Quanto à reposição de água nesta planta, recomenda-se períodos de rega apenas quando a mesma já se apresente completamente, ou parcialmente seca, de modo a evitar o acúmulo de água em excesso. O que facilita e muito a vida de quem está começando e ainda não se lembra muito bem de realizar este cuidado, certo?

Caso seja necessário, recomenda-se trocas constantes nos vasos deste tipo de orquídea, principalmente, se as raízes desta estivem se expondo para fora.

E então? Que tal investir na Cattleya como sua primeira orquídea de criação? Boa sorte no cultivo!

Read More

orquídeas-brasileiras

Orquídeas no Brasil! Qual é a melhor espécie para sua região?

As flores sempre encantaram os homens em todos os continentes, dificilmente visitamos algum canto deste planeta onde não exista alguma forma de homenagem a estas obras de arte da natureza. Para quem admira, as orquídeas são plantas um tanto quanto especiais neste quesito ‘arte e natureza’, em suas combinações é possível encontrar diversas formas diferentes que variam de acordo com o tamanho, a forma, a cor, a textura e até mesmo a fragrância. Outro dado importante sobre essa plantinha para lá de especial, é que as orquídeas nascem em todos os continentes do mundo, exceto na Antártica, onde o clima é um impedimento natural.

No Brasil, segundo dados do Wikipedia, há 2.590 espécies de orquídeas registradas, sendo o tipo destas muito variáveis tendo em vista cada região do país. Curioso para saber um pouquinho mais sobre estas maravilhas da natureza? Leia a artigo até o final e descubra um pouco mais sobre as orquídeas agora mesmo!

As orquídeas mais admiradas pelo Brasil

Orquídea Labiata

Para começar, vamos falar da Labiata, a qual é possível de ser encontrada nas regiões mais quente do país. Atendendo pelo apelido de “rainha do nordeste”, esta é a orquídea mais conhecida no Brasil. Os seus encantos se dão em suas flores que nascem muito perfumadas no verão, sendo grandes em sua extensão. As cores variam em tons de rosa e azul. Ideal para apreciar na natureza, tornando o seu dia ainda mais bonito com a Labiata!!!

Orquídea azul

Agora no sudeste, que é um pouquinho mais frio, digamos, quem dá as caras é esta orquídea aqui… Uma orquídea de cor azulada com mesclar de verde-água e pigmentação amarela bem sutil, pode ser encontrada no sudeste brasileiro, principalmente, no interior do estado de São Paulo. Há produtos que utilizam-se de corantes, muitas vezes, para alterar o padrão de coloração das folhas das mesmas, portanto, não estranhe caso veja uma orquídea azul mais pro tom de branco por aí!

Orquídea chuva-de-ouro

A principal característica desta orquídea é a presença de pétalas e sépalas menores em relação ao rabelo desta planta, sua coloração também é bem distante: amarela com pigmentação marrom e verde, dentre outras cores que seguem estes tons mais uniformes. A planta se dá bem em clima tropical e necessita de sombra para se desenvolver, lembrando que esta orquídea também se desenvolve em outros países da américa do sul.

Orquídeas Aspasia lunata

No sul do Brasil quem comanda é a orquídea Aspasia lunata, de coloração lilás e com pigmentação em branco é muito charmoso e objeto de pesquisa e interesse de seus admiradores. Quanto ao perfume? Este não fica para trás, viu?

Agora que você já sabe um pouquinho mais sobre os principais tipos de orquídeas residentes em nosso país, que tal pegar uma mochila e sair por aí fotografando as mesmas? Orquídeas há aos montes, e o encanto para os olhos nunca terá fim! Aproveite o perfume e a imagem destas plantas lindíssimas e divirta-se.

Read More

orquideas

Como Plantar Orquídeas?

Como plantar orquídeas?  Muitas pessoas me fazem essa pergunta quando veem os variados tipo de orquídeas no meu jardim.

Muitos acreditam que plantar orquídeas é difícil, porém é bem mais simples que se imagina. Plantar orquídeas é gratificante, ajuda a desestressar e nos motiva. Não existe motivos para que você não plante orquídeas e nesse artigo vou ensinar o passo-a-passo para você começar. Vamos lá!


O que você precisa para plantar Orquídeas?

Para plantar sua orquídea não é preciso muito. Apenas é necessário que você siga esses passos para que o resultado seja incrível!


 

1 Vaso 

orquidea-vaso-de-orquidea

 

A maior parte das orquídeas pode ser plantada em vasos, cuja profundidade deve ser, pelo menos, de dois dedos maior que o bulbo.

Não plante em vasos muito grandes, pois eles absorvem muita água, apodrecendo a orquídea.


 

Tesoura, arame e plástico

Para que você retire as raíes mortas e defeituosas da muda, é necessário que você tenha uma tesoura. As raízes ocas ou escuras deverão ser cortadas.

A estrutura da orquídea que estiver adequada deverá ser sustentada por estacas que podem ser um arame ou um plástico. O ideal é deixar a sua muda de orquídea segura.

*Dica: antes de usar a tesoura, esquente-a para evitar a transmissão de doenças. Sim! As plantas também adoeçem.


Onde devo plantar a orquídea?

melhor-terra-orquidea

Muitas pessoas acreditam que podem plantar sua orquídea em qualquer terra, porém ao escolher o substrato adequado, você obtem melhor resultado com sua muda, resultando em flores mais bonitas e saudáveis.


 

Como saber qual o melhor substrato?

Os substratos ideias para o plantio de orquídeas devem ser capazaes de sustentar a planta, ao mesmo tempo que, fornecam nutrientes, ajudem na drenagem da água e mantenham a umidade.

A melhor opção é o substrato que melhor se pareca com ambiente natural da orquídea. Veja a tabela abaixo e saiba quais são os melhores materias para você usar:

 

      Principais substratos para orquídeas:
  • Fibra de coco – É um excelente material e muito barato. Ajuda na fixação da planta, fornece alguns nutrientes, permite boa aeração. Mas absorve pouca água, aumentando a freqüência das regas necessárias. Antes do uso, deixe de molho por 1 dia na água.
  • Casca de pinus – Material relativamente barato, com características muito boas. Permite boa aeração e ajuda na fixação da planta devido à sua rugosidade, também fornecendo alguns nutrientes. Também seca muito rápido, exigindo regas mais freqüentes.
  • Esfagno – É obtido de musgos importados, sendo um material caro. Sua principal característica é a grande retenção de água, podendo-se reduzir o número de regas. Também fornece grande quantidade de nutrientes.
  • Carvão – É o carvão de churrasco, extremamente barato. Sua principal função é a de reter a umidade e garantir boa aeração.
  • Pedra britada ou argila expandida – São muito baratos e servem tanto para drenagem (no fundo dos vasos) como em mistura no substrato.
  • Xaxim – Seu uso é hoje proibido, pois era extraído de uma samambaia em extinção da mata nativa brasileira. Era considerado o melhor substrato, com todas as boas características e bom fornecimento de nutrientes.

Mais uma dica: orquídeas são plantas rústicas, se adaptam bem em diversos locais, você mesmo pode fazer suas misturas dos materias acima, sempre atento se o material que você está fazendo segura a umidade, sustenta a planta e forneça nutrientes.

Tente fazer seu próprio substrato, arrisque misturar fibra-de-coco com cascas de pinus. Essa mistura tem dado excelente resultados. :)

Com qual tipo de orquídea devo começar?

 

muda-de-orquidea

 

Agora que você tem os materiais necessários para começar o plantio da orquídea, falta o fundamental: a muda!

Muitas pessoas têm dúvidas sobre qual espécie de orquídea devem começar, afinal, há uma variedade imensa de flores e cada uma dela tem suas características.

Por esse motivo separei quais são as mlhores espécies de orquídeas para cada região. Veja:

  • Para quem mora no Sul do Brasil

aspasia-lunata-(2)

Para quem mora no Sul do país, a melhor espécie para começar é Aspásia (Aspasia lunata). Ela é nativa do Brasil e se adapta bem ao clima do Rio Grande do Sul, Paraná    e Santa Catarina.

  • Para quem mora no Centro-Oeste

 

encyclia_megalanta_mont

 

Para quem mora no Centro-Oeste, aposte na Encíclia  (Encyclia). Essa espécia consegue produzir até 60 flores, apresneta flores pequenas e algumas são capazes de produzir agradáveis aromas.

 

 

  • Para quem mora no Sudeste

cymbidium

Para o Sudeste a orquídea que melhor se adpta ao clima é a Cimbídium (Cymbidium). Esse gênero é um dos mais comercializados no Brasil e admirados pelos brasileiros.

  • Para quem mora no Nordeste

240px-Cyrtopodium_cristatum_-_fl

 

A Cirtopódium (Cyrtopodium) se adapta bem ao clima do Nordeste. Trata-se de um gênero bastante resistente, necessita de alta luminosidade e um grande período de insolação, além de grande aeração para um bom desenvolvimento.

  • Para quem mora no Norte

images

Para o climea úmido do Norte do Brasil, as  Cocheleantes (Cochleanthes amazonica) são fáceis de cultivar, florescem regularmente em clima ambiente sombrio, altamente úmido, com temperatura amena.


 

Gostou das nossas dicas?

 

Read More